GEOCACHING – GERES

GEOCACHING_GERÊS

O Geocaching é uma modalidade de desporto e diversão ao ar livre, onde a procura de uma caixa secreta (Geocache) se alia à descoberta de belos pontos turísticos, através de um recetor de navegação por satélite (GPS), ou seja, uma caça ao tesouro.

O AL Costa da Banga, no âmbito do turismo proativo que promove, incentiva todos os seus clientes a experimentarem esta aventura, e sugere que se aventurem a encontrar as mais de 100 Geobox´s disponíveis na Serra do Gerês. Esta atividade também é sinónimo de tempo em família ou amigos, e assume um caráter educativo e pedagógico, permitindo conhecer outros lugares, pessoas, culturas e tradições!

Acreditamos que esta montanha de únicas e lindas paisagens é o local ideal para desfrutar verdadeiramente desta modalidade verde e se tornar um autêntico Geocacher!

 "Take Nothing But Photos, Leave Nothing But Footsteps"

COMO SE INICIAR NO GEOCACHING?


Registe-se gratuitamente em www.geocaching.com para ter acesso a esta aventura e aos tesouros escondidos. De seguida, na secção “hide and seek” coloque a sua morada ou código postal e clique no “search”. Escolha da lista as “caches” que quiser realizar ou gostar. Leia atentamente a informação da página da cache. Introduza as coordenadas da cache escolhida no GPS ou telemóvel. Aventure-se na procura da cache! No fim assine o “logbook” (livro de registos) da cache, deixe uma lembrança e volte a colocar no mesmo sítio. Registe e partilhe a sua descoberta em geocaching.com!

O QUE SÃO CACHES?


A cache é o “tesouro” que vai procurar. Consiste num recipiente, normalmente hermético (resistente à humidade) escondido num local escolhido pelos geocachers (owners) que a criaram. Cada cache tem um conjunto de pistas para até ela chegar, muitas vezes relacionadas com alguma tradição, cultura, ponto turístico ou o que a imaginação do seu criador ditar!

As caches podem ser: Micro ou Nano (recipiente minúsculo, do tamanho de uma embalagem de rolo fotográfico, só contém um rolo de papel para se efetuar o registo); Pequena (caixa com cerca de 200ml e além do logbook pode ter alguns objectos para troca); Regular (recipiente de cerca de 1L, com vários objectos para permuta e logbook); Grande (pode ter o tamanho de uma caixa de sapatos, de um baú ou mesmo ser um tronco de árvore, com capacidade para muitas lembranças); Outro (a ideia é aumentar a surpresa e complexar a busca, tornando-a mais aliciante para quem a procura).


O QUE CONTÊM AS CACHES?


Estes pequenos baús possuem tudo o que os geocachers partilham e deixam como recordação, além do logbook, objectos como canetas, lápis, pins, porta-chaves, elásticos, “objectos de assinatura”, objectos estranhos e originais, etc.
Em algumas caches pode encontrar lembranças “especiais”, como Travelbugs ou Geocoins. Qualquer objecto pode ser convertido num travelbug, anexando-se uma chapa com o símbolo do travelbug (só pode ser comprada numa loja oficial de Geocaching) e um código de identificação ao objecto escolhido.
Alguns travelbugs têm uma missão associada (ex: viajar num pais ou pelo mundo), um passaporte e todos possuem uma página web pessoal e única.
A Geocoin é uma moeda ou artefacto em metal, vidro, madeira, plástico ou cerâmica, com diversas formas, dimensões e cores, com uma impressão rastreável e uma missão a realizar como um travelbug, a qual se encontra discriminada na sua página pessoal.

ONDE PRATICAR GEOCACHING NO GERÊS?


Esta bela Serra de Portugal é um local rico em caches, quer pelas suas lindas paisagens naturais e fauna/flora selvagens, quer pela beleza impar e locais paradisíacos que dispõe para os amantes da natureza, aventura e desafios! Por isso deixamos aqui alguns pontos próximos das nossas instalações para que possa descobrir este jogo ou então se já é Geocacher, conhecer mais alguns pontos turísticos enquanto aceita o desafio:

HAVE A PEN? [PEDRA BELA- GERÊS] – esta cache esconde-se no Miradouro da Pedra Bela, um local de paragem obrigatória no Parque da Peneda Gerês, onde a visão impar sob toda a vila e albufeira faz as delicias dos turistas.

CASA DA PEDRA BELA – esta cache dá a conhecer um belo e escondido miradouro natural situado na Casa da Pedra Bela, antiga casa de guarda florestal, desconhecido para a grande maioria dos visitantes.

MIRADOURO ESQUECIDO – de esquecido apenas tem o nome, pois quem o visita certamente ficará na memória pelo local recatado e deslumbrante sob a vila do Gerês.

MOAI DO GERÊS – esta cache tem uma vista magnífica sobre a serra, numa paisagem rochosa, agreste mas muito pacífica.

MIRADOURO DA BONECA – uma cache que se revela dona de uma beleza ímpar, com as montanhas em frente repletas de uma branca e bela camada de neve no inverno ou de verdes prados na primavera; o percurso sinuoso obriga a uma caminhada pela natureza que é compensado pela vista global que se tem dos picos montanhosos.

MIRADOURO DA FRAGA NEGRA – num dos pontos turísticos da serra do Gerês esconde-se esta cache, e o seu miradouro propicia uma agradável vista sobre a albufeira da Caniçada.

IMAGINA – uma mais surpreendentes e originais caches a procurar, num local isolado na montanha, de acesso mais íngreme, mas de uma vista magnifica para relaxar no alto da serra, num maciço granítico imponente, típico destas regiões.

© 2016 - All Rights Reserved | Desenvolvido por J.Brandão